Você está aqui: Página Inicial > Emepa-PB > Notícias > EMEPA-PB divulga tecnologia para a cultura do abacaxi no semiárido

Notícias

EMEPA-PB divulga tecnologia para a cultura do abacaxi no semiárido

A exploração dessa frutífera no semiárido gera benefícios socioeconômicos por ser comercialmente rentável, que produzida localmente, pode disponibilizar frutos com preços mais competitivos do que os importados da região litorânea, além de absorver mão de obra regional, diminuindo o êxodo rural

 

A Empresa Estadual de Pesquisa Agropecuária da Paraíba – EMEPA-PB disponibiliza para a sociedade, principalmente, para o seu segmento envolvido com as atividades agrícolas desenvolvidas na região do semiárido, conhecimentos e tecnologias sobre a introdução da abacaxicultura irrigada nessa peculiar região.
As pesquisas desenvolvidas pela EMEPA-PB, na área da abacaxicultura têm gerado tecnologias suficientes para manter a Paraíba como referência nacional em produtividade e qualidade de frutos. Nesse sentido, os pesquisadores da equipe de abacaxi afirmam que as contribuições científicas geradas por esta pesquisa consolidam a abacaxicultura irrigada como um empreendimento agrícola viável. Eles relatam, também, que a tecnificação da abacaxicultura, principalmente, na área de irrigação, tem permitido não só potencializar a exploração de áreas tradicionais, como também, a implantação da cultura em áreas de condições climáticas fortemente irregulares. Concluíram que é necessário investigar a viabilidade agronômica da abacaxicultura irrigada no semiárido paraibano, considerando que essa é uma atividade rentável e pode contribuir para o desenvolvimento socioeconômico dessa região.
Resultados de pesquisa desenvolvidas com a cultura do abacaxi no semiárido demostraram que a maioria dos frutos produzidos apresentaram tamanho médio (1,0 a 1,4 kg), e a maior parte da produção apresentou-se livre de pragas e doenças, com características organolépticas semelhantes às dos frutos produzidos na tradicional região produtora de Sapé-PB. A exploração dessa frutífera no semiárido gera benefícios socioeconômicos por ser comercialmente rentável, que produzida localmente, pode disponibilizar frutos com preços mais competitivos do que os importados da região litorânea, além de absorver mão de obra regional, diminuindo o êxodo rural, e melhorar a qualidade de vida dos produtores rurais que exploram apenas culturas de subsistência ou de baixo rendimento econômico.
Assim, a EMEPA-PB cumpre seu papel como Instituição de pesquisa a quem cabe não apenas gerar ou validar conhecimentos científicos, mas também difundi-los na forma em que possam ser assimilados por técnicos e produtores rurais. É essa concepção que define os trabalhos de pesquisa desenvolvidos pela equipe de pesquisadores da Empresa, que investiga os problemas e soluções da cultura do abacaxi na Paraíba.

 

 

Voltar para o topo
Gestão Unificada - A Gestão Unificada, integrada pela Emepa-PB, Interpa-PB e Emater-PB