Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Agricultores da comunidade quilombola Bonfim são reconhecidos como produtores orgânicos

Notícias

Agricultores da comunidade quilombola Bonfim são reconhecidos como produtores orgânicos

Agricultores familiares do assentamento quilombola Bonfim, no município de Areia, integram o Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, tornando-se produtores orgânicos autorizados a comercializar sua produção com a certificação agroecológica. No domingo (4), eles receberam a Declaração de Cadastro de Produtor vinculado à Organização de Controle Social – OCS.

DSC_0946[1].JPGSão 28 agricultores que já comercializam nas feiras de agricultura familiar, fornecem aos programas de compras governamentais e agora também estão habilitados para o processo de venda direta ao consumidor. Como parte desse processo, eles receberam a visita de 30 compradores de João Pessoa, que conheceram a produção antes de formalizarem a compra.

Há meses, o Coletivo Gaia Parahyba realizou uma visita e iniciou a compra direta. Agora, de forma espontânea, organizou um projeto denominado de “Terra Viva”, onde as pessoas se cadastram, encaminham seus pedidos e recebem as cestas diretamente dos agricultores nos locais indicados. Estão cadastrados 350 consumidores que demonstram interesse na compra dos produtos agrícolas do assentamento quilombola Bonfim.

DSC_0976[1].JPGOs consumidores conversaram com os agricultores, tomaram conhecimento do processo de produção agroecológico, fizeram indagações sobre o cultivo de hortaliças e leguminosas. No quilombola foi instalado pelo Governo do Estado o Projeto Ecoprodutivo, por meio da Emater, empresa integrante da Gestão Unificada e vinculada à Sedap, que permitiu a implantação de ações que melhoram a qualidade de vida da comunidade.

DSC_0997[1].JPGParticiparam do encontro, a coordenadora do Ecoprodutivo Ivonete Berto Menino, a bióloga Sandra Maria Vidal Coutinho e extensionistas do escritório em Areia, os auditores fiscais federais agropecuários da SFA-PB Manoel Otávio Silveira da Mota e Jorge Ricardo de Almeida Gonçalves, além de Viviane Maitê e Fernanda Quadros, do Coletivo Gaia Parahyba, que acompanharam os visitantes. Eles foram recebidos pelo presidente da Associação Comunitária Negra Senhor do Bonfim – Quilombo de Areia, Luciano Gomes de Maria.

O sistema de produção deve atender a princípios básicos da agroecologia que vão desde técnicas e práticas mais adequadas a conservação do meio ambiente e ao uso racional dos recursos naturais até a atenção com as relações sociais existentes em toda a rede de produção, comercialização e consumo. Todo o processo de cadastramento teve o acompanhamento da Comissão da Produção Orgânica do Estado da Paraíba – CPOrg-PB, que busca o desenvolvimento da produção orgânica. O evento marcou o encerramento da Semana Nacional dos Orgânicos.

Voltar para o topo
Gestão Unificada - A Gestão Unificada, integrada pela Emepa-PB, Interpa-PB e Emater-PB