Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Estiagem leva agricultor de Cajazeirinhas a optar por avicultura com orientação da Emater

Notícias

Estiagem leva agricultor de Cajazeirinhas a optar por avicultura com orientação da Emater

A estiagem que se prolonga no semiárido tem levado agricultores familiares a mudar de atividades, como foi o caso do Sr. José Alves de Almeida, do Sítio Tapera, em Cajazeinhas, no Sertão, que para isso vem contando com o apoio do Governo do Estado, por meio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-PB). A avicultura alternativa é uma das escolhas que estão dando oportunidade de renda.

Com instalações construídas aproveitando materiais encontrados na própria propriedade rural e construídos de forma rústica, cada lote é ocupado por 200 aves criadas em sistemas semi-intensivo. Os frangos passam o dia soltos, pastando gramínea nos piquetes, e à noite são recolhidos para a instalação. O agricultor já trabalha há dez anos com avicultura alternativa.

Os recursos para a implantação do projeto de avicultura são do Pronaf B, obtidos com a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), por intermédio da Emater e o Agroamigo (BNB). O agricultor comercializa a sua produção diretamente com os consumidores, mas está sendo orientado pela Emater, para também pretende fornecer merenda escolar através do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e para Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) da Conab na modalidade doação simultânea, com apoio da Emater local.

DUAS.JPGO extensionista Zildo Vicente, chefe da Unidade Operativa da Emater em Cajazeirinhas, que assessora o agricultor, informou que este trabalha com atividades, como a produção de milho, macaxeira, maracujá e banana. A água usada para a irrigação vem do Rio Piancó, tendo optando pela avicultura alternativa de corte em sua propriedade como forma de continuar trabalhando no campo, apesar da estiagem.

TRES.JPGSegundo o próprio agricultor, a estiagem atinge todo semiárido, com forte incidência na região de Cajazeirinhas desde o ano de 2012, e por isso mudou para a avicultura porque “é uma alternativa que requer pouca água e a mão de obra é familiar”, disse.

Zildo Vicente lembrou que a estiagem tem levado agricultores a buscar novas alternativas de renda, e a avicultura tem sido uma saída. Entre as vantagens está o pouco espaço exigido para as instalações e também requer investimento financeiro baixo. Todo o trabalho é desenvolvido em regime familiar.

QUATRO.JPGPara levar a iniciativa para outras pessoas, a Emater de Cajazeirinhas, num trabalho de acompanhamento do coordenador regional da Emater em Pombal, Leonar de Souza, está usando a atividade deste avicultor de unidade demonstrativa, recebendo visitas de outros agricultores que têm interesse em diversificar a produção em suas propriedades. “Os agricultores familiares estão apostando na atividade como forma de diversificar a produção e melhorar a renda”, comentou Zildo

Voltar para o topo
Gestão Unificada - A Gestão Unificada, integrada pela Emepa-PB, Interpa-PB e Emater-PB