Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Governo estimula prática do sistema agroflorestal entre agricultores familiares

Notícias

Governo estimula prática do sistema agroflorestal entre agricultores familiares

Com a participação de 20 agricultores familiares dos municípios de Sapé, Cruz do Espírito Santo, Conde, Marcação e Lucena, foi realizado nessa segunda-feira (17) um evento sobre Sistema Agroflorestal no Assentamento Estivas, em Lucena. Este encontro contou com o apoio do Governo do Estado, por meio da Gestão Unificada Emepa/Interpa/Emater.

A finalidade deste encontro foi mostrar o uso da técnica de produção em sistema agroflorestal. Essa técnica é uma forma sustentável de produção, servindo como técnica de recuperação ambiental e proteção de áreas em recuperação. As demonstrações foram acompanhadas pelo extensionista Ricardo Pereira.

Na ocasião, os agricultores demonstraram interesse em levar o conhecimento para as comunidades onde residem. Os sistemas agroflorestais (SAFs) são consórcios de culturas agrícolas com espécies arbóreas que podem ser utilizadas para restaurar florestas e recuperar áreas degradadas. A tecnologia ameniza limitações do terreno, minimiza riscos de degradação inerentes à atividade agrícola e aperfeiçoa a produtividade a ser obtida.

O processo ajuda na diminuição da perda de fertilidade do solo e ataque de pragas. O técnico explica que a utilização de árvores é fundamental para a recuperação das funções ecológicas, uma vez que possibilita o restabelecimento de boa parte das relações entre as plantas e animais. Os componentes arbóreos são inseridos como estratégia para o combate da erosão e o aporte de matéria orgânica, restaurando a fertilidade do solo.

agroflorestal2.jpgNa fase inicial de recuperação, deve ser feito o plantio com árvores de rápido crescimento para acelerar a disponibilidade de biomassa, promovendo a ciclagem de nutrientes e permitir o plantio de espécies mais exigentes. Há melhoria na estrutura e na atividade da fauna do solo, com maior disponibilidade de nutrientes. Desse modo, é alcançado um equilíbrio biológico que promove o controle de pragas e doenças.

Os agricultores tomaram conhecimento que na mesma área é possível estabelecer consórcios entre espécies de importância econômica, frutíferas e hortaliças. Podem ser introduzidas espécies de leguminosas para uso como adubo verde, as quais são roçadas e espécies de leguminosas arbóreas que, com a mesma finalidade, são podadas, visando à deposição de material orgânico sobre o solo.

Além de contribuir para a conservação do meio ambiente, os benefícios dos sistemas agroflorestais despertam o interesse dos agricultores, pois, como estão aliados à produção de alimentos, permitem oferecer produtos agrícolas e florestais, incrementando a geração de renda das comunidades agrícolas.

Voltar para o topo
Gestão Unificada - A Gestão Unificada, integrada pela Emepa-PB, Interpa-PB e Emater-PB